Rastros

Jeymer Gamboa, Franco Castro
14min24s | Argentina | 2010 | Experimental

Compartilhar

Adicionar à lista

Cotação
Clique nas estrelas para avaliar o filme:
URL:
Embed:

Sinopse

Um homem viaja de carro com um objetivo secreto: tentar apagar os rastros, as marcas e os objetos que são deixados para trás em seu percurso. Entretanto, a memória visual e os sentimentos se prolongam no tempo, insistindo para serem recordados.

Ficha técnica

direção Jeymer Gamboa, Franco Castro
produção Jeymer Gamboa, Franco Castro
edição Jeymer Gamboa, Franco Castro
roteiro Jeymer Gamboa, Franco Castro
música Leandro Butteri, Victoria Saffirio, Pablo Fernández, Diego Rositto
elenco n/a

Sobre o diretor

Jeymer Gamboa, Franco Castro

Veja outros

Aleph

Assista ao vídeo

Letter to Julia

Assista ao vídeo

15 Summers Later

Assista ao vídeo

All About High School

Assista ao vídeo

Shadows of Unforgotten Ancestors

Assista ao vídeo

Comentários

Roberto Moreira dos Santos Cruz [membro do júri]

09/01/2012 01:15:43

Rastros: muito repetitivo nas soluções plásticas. a trilha acaba não ajudando muito...

Marcelo Bressanin [membro do júri]

08/01/2012 15:47:50

Rastros: uma grande experimentação a partir do super 8. lindo como o suporte. música muito bem pensada, em alguns momentos um pouco presente demais, mas sem danos. o ao final, ainda que a discussão sobre o apagamento da memória não fique explícita, ela está muito bem posta, e muito bem cuidada. muito bom.

Marcelo Ikeda [membro do júri]

07/01/2012 23:20:37

Rastros: filme singelo, com expressiva utilização de imagens em super8. um filme sobre a resistência da memória sobre o véu do esquecimento. interessante como para mostrar as marcas do passado sobre a memória e sobre sua fugacidade, os autores utilizaram essas marcas no próprio suporte físico da película, apontando para o processo físico-químico de sua constituição.

João Dudená [membro do júri]

07/01/2012 12:56:37

Rastros: quem é que pode esquecer?

Patricia Moran [membro do júri]

06/01/2012 08:58:27

Rastros: o super-8 por si só é memória. cor singular, claramente identificável. a queima do filme e todo o tratamento visual é um recurso muito utilizado, gasto. os rastros permanecem, bela imagem para falar da impossibilidade do apagamento da memória. mas a argentina não chega, os militares tampouco. um criança e o esquecimento. a trilha dramática não é suficiente para produzir o endereçamento pretendido. ficamos com imagens belas.

Adriana Franca [membro do júri]

02/01/2012 21:35:44

Rastros: bastante intenso e belo. imagens processadas, apagadas, mexidas, me levaram a fortes sentimentos e mostram com força o que os diretores querem nos revelar.

Anna Flávia Dias Salles [membro do júri]

02/01/2012 16:41:34

Rastros: sinto falta de uma cisão na narrativa do filme. há dois eixos que funcionam até certo ponto: um carro seta para a frente. um filme seta para trás. entre os dois, a dissolução, até a carne, da memória. o filme se atém a este perdurar da imagem de um menino na cabeça do homem que segue sua vida. mas fica repetitivo a partir de um ponto.

Marcus Bastos [membro do júri]

31/12/2011 17:23:35

Rastros: experiência bem realizada com o uso de imagens existentes e sua relação com a memória. narrativa bem conduzida, soluções inteligentes.

Sávio Leite [membro do júri]

26/12/2011 09:45:35

Rastros: filme muito introspectivo.

Elisa Resende [membro do júri]

18/12/2011 20:28:50

Rastros: ..."tentativa de apagar os rastros", de destruir arquivos. a criança. os anos 70. o carro. o porta-malas. o passado insiste em se apresentar. uma bela experimentação de imagem que toca em um tema difícil de tempos difíceis.

Paulinho Saturnino Figueiredo [membro do júri]

24/11/2011 19:23:58

Rastros: terno, tenso e triste. tratamento trágico e doloroso da memória. música e sonorização impactantes. muito bonito o efeito que transforma os ruídos da velha película super-8 em abstrações, em rastros da memória perdida. muito relevantes as dicas do octávio tavares, aqui nesses comentários.

Ahmed Hamdan [membro do júri]

08/11/2011 11:56:55

Rastros: visual demais. não faz meu tipo.

Octávio Tavares

05/07/2011 15:36:37

Rastros: esse filme é uma coproducao universitária entre um costaricence (jeymer gamboa) e um argentino (franco castro), usando materiais em super 8 e transformando, destruindo, reeditando, filmando novas secuencias na mesma plataforma. o carro que aparece no filme é um falcon: um carro que imediatamente os argentinos identificam com a ditadura militar. é um filmes que está falando sobre a memória de uma crianca sendo apagada. durante a ditadura na argentina muitas criancas filhas de perseguidos políticos foram roubadas pelos militares e dadas a outras famílias. até hoje aparecem pessoas que descobrem não serem filhas de seus pais. é um filme que fala sobre a memória, basicamente. excelente!

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado para postar comentários